A Polícia Civil de Ponta Grossa concluiu as investigações de uma série de homicídios ocorridos entre 2016 e 2017, levando […]

Polícia Civil indicia suspeito de múltiplos homicídios em Ponta Grossa

A Polícia Civil de Ponta Grossa concluiu as investigações de uma série de homicídios ocorridos entre 2016 e 2017, levando ao indiciamento de um suspeito. As vítimas, João Adonis Pereira Junior, Andrea Galvão, Weliton Ferreira e Paulo Ricardo Maia, todas usuárias de drogas, foram assassinadas após supostamente terem praticado um roubo contra um idoso, padrasto de um traficante local.

Sequência dos Crimes

O primeiro homicídio ocorreu em 4 de julho de 2016, quando João Adonis Pereira Junior foi morto. Andrea Galvão e Paulo Ricardo Maia estavam presentes no local do crime, mas conseguiram escapar.

Meses depois, em 24 de fevereiro de 2017, Andrea Galvão foi assassinada junto com Weliton Ferreira nas proximidades da linha férrea. Inicialmente, o caso foi arquivado, mas novas provas permitiram o desarquivamento das investigações.

Finalmente, Paulo Ricardo Maia foi morto em 23 de abril de 2017, no cruzamento da Rua Cascavel com a Rua Alvorada do Sul, na região da Chapada, em Ponta Grossa.

Clique aqui e participe do nosso grupo no Whatsapp

Motivação e Reabertura do Caso

As investigações apontam que o suspeito, em busca de vingança pelos crimes cometidos contra seu padrasto, jurou matar todos os envolvidos no roubo. O delegado Luís Gustavo Timossi destacou que, mesmo após o arquivamento de uma investigação, novas provas podem levar à reabertura do caso.

Indiciamento

O suspeito foi indiciado por quatro homicídios qualificados, cometidos por motivo torpe e pela impossibilidade de defesa das vítimas. Esse avanço faz parte de uma iniciativa do setor de homicídios de esclarecer crimes antigos, demonstrando que a justiça pode ser buscada mesmo após anos dos crimes.

A investigação reforça o compromisso da Polícia Civil com a resolução de casos complexos, trazendo um alívio às famílias das vítimas e à comunidade local.

Informações e imagem: Polícia Civil do Paraná

Deixe um comentário

Abrir bate-papo
Olá, Tudo bem? Bem vindo (a) ao Gazeta Popular News.
Como podemos te ajudar?